Navio Stena Premium desatraca após 39 dias de quarentena


O navio petroleiro Stena Premium realizou, na tarde desta sexta-feira (5), a manobra de desatracação, depois de cumprir quarentena no Porto de Cabedelo. A embarcação chegou a ter 12 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) e estava atracada desde 27 de abril.

Procedente de Guamaré/RN, com a maioria da tripulação estrangeira, o navio esteve por 39 dias no cais e mediante vistoria, inspeção e liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), recebeu a autorização para desatraque.

“Estes foram dias de muito aprendizado e trabalho em meio a pandemia que enfrentamos, mas vencemos”, ressalta a presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo. “Essa é a prova de que a união faz a força e traz os melhores resultados”, acrescenta.

Na ocasião ela também registrou: “agradeço a toda equipe do Porto de Cabedelo, ao irrestrito apoio do Governo do Estado da Paraíba, da Prefeitura de Cabedelo, das secretarias estadual e municipal da Saúde, além da Capitania dos Portos, Anvisa, Antaq, Polícia Federal, Receita Federal, Agência Marítima, Armador, Vigilantes, SAMU, comunidade portuária e tantos outros”

Evolução do quadro – O petroleiro atracou em 27 de abril e no mesmo dia uma equipe da Secretaria de Saúde de Cabedelo, acompanhada da Anvisa fez a testagem de toda a tripulação e 6 foram positivados para Covid-19.

A situação foi diariamente acompanhada pelos órgãos citados através de boletins enviados pelo comando do navio. Esses relatórios foram fundamentais para que o atendimento médico externo fosse feito nos tripulantes que apresentaram piora no quadro sintomático.

Conforme acompanhamento, outros tripulantes apresentaram sintomas, o que obrigou o reinício da contagem de 14 dias de quarentena, como determina a Anvisa. Novos testes foram feitos nesse cenário, ao passo que também aconteceu ações de desinfecção no cais do Porto de Cabedelo.

Os últimos positivados foram registrados em 21 de maio e com o término dos 14 dias de quarentena, o navio recebeu, na sexta, autorização para desatraque. Com manobra realizada às 15h08, horário local, a embarcação seguiu para Guamaré/RN, para reiniciar as operações de transporte de combustíveis para o Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *